29 junho 2007

Interlúdio Melodramático

125

Entre anedotas brejeiras pouco dadas a comentários (país imensamente púdico este...) e cocktails coloridos, espaço para confessionário.

Não bastando o baile de fantasmas que amedronta sazonalmente cada início de Verão, ontem foi dia de pôr os nervos à prova.
Uma surpreendente "rusga" da IGT, com modos de inquisição a fazer relembrar a PIDE que não conheci em vida; uma dor de cabeça que não me abandona há três dias; uma inconclusiva reunião de associação ignorada pelo poder local; uma chamada que poderia ser um balão de oxigénio mas que se esvaziou depressa demais; e para acabar em grande, um carro K.O., bateria morta a inviabilizar inclusive fecho de portas.

Deixei onde estava o carro moribundo e de portas destrancadas e fui para casa.
Sozinho, vento frio a bater no rosto, mochila às costas carregando o peso do mundo.
Não sei o que aconteceu ontem. Sei que a Lua Cheia não trouxe luas novas.

Hoje é outro dia com a mesma Lua?
Não sei. Vou tentar levantar a cabeça.

Pode ser que um Bloody Mary ajude.
Vamos a isso.

3 comentários:

FL disse...

JP,

Sorry, não vi este:(
Mas este fim-de-semana vai estar lua cheia e lua cheia é bom!

Aproveita:)

Beijocas

João Paulo Cardoso disse...

Flora:

Pois... e ontem também esteve Lua Cheia... enganei-me... ando com as fases da lua trocadas.

Já corrigi no "Interlúdio Melodramático".

Até parecia um bom nome para um blog, se eu fosse sado-masoquista...

Beijos.

Mad disse...

Um Bloody Mary ajuda de certeza. E quatro ou cinco então, nem queiras saber!