29 junho 2007

Cocktails de Verão - Bloody Mary

126

2. Bloody Mary


Origem: Foi criado na Paris dos anos 20 por um americano, barman do Harry's New York Bar, que funciona até hoje no nº 5 da Rue Doneau. Peter Petiot era abordado pelos conterrâneos que visitavam França e que queriam levar para os Estados Unidos uma bebida que fintasse a então "Lei Seca".
Patiot criou uma bebida vermelha, feita com vodka, sumo de tomate e limão e alguns temperos. A mistela era fácil de preparar e, ao mesmo tempo, a aparência e o odor mascaravam o teor alcoólico.
O Bloody Mary só ganhou esse nome nos Estados Unidos em 1934, porque antes chamava-se "Bucket of Blood" (Balde de Sangue). O Hotel Sheraton propagandeia nos seus cartões a paternidade da bebida.
O nome americano, segundo versões plausíveis, seria uma referência à Rainha Mary I, da Inglaterra, devido à implacável perseguição aos protestantes puritanos, no período da restauração do catolicismo apostólico romano, no século XVI. Ficou a senhora conhecida por "Bloody Mary", uma espécie de "Maria Sanguinária" em tradução livre.

Ingredientes: 1 dose de vodka, 3 doses de sumo de tomate, um pouco de sumo de limão, sal e pimenta, tabasco e molho inglês.

Preparação: Coloque a vodka e os sumos num copo grande, com quatro pedras de gelo. Mexa bem e tempere a gosto. Sirva num copo baixo, de boca larga, tipo "copo de whiskey", com duas pedras de gelo. Decore a gosto.


Atenção: A autoridade para a consciência ética e moral do "Eldorado" adverte que se beber, não deve conduzir, mesmo que se chame Manuel Vilarinho. Mais, adverte ainda que beber para esquecer pode levar a que se enrosque com a mulher do vizinho. O que não seria mau de todo, não fosse a senhora ter 75 anos e 120 quilos.

9 comentários:

FL disse...

Bingo JP!

Uma das minhas bebidas favoritas:) Senão "A" favorita:)

Com muito limão, sal e pimenta.

Beijos e bom fim de semana!

João Paulo Cardoso disse...

Flora:

Requintada, a menina.

Beijos e bom fim-de-semana para ti também.

Anónimo disse...

Ohhhh J.P.
Não menosprezes a minha inteligência! :)
Por vezes gosto de me fazer passar por "burrinha", mas ela , a dita, está cá. E bem activa!!!
E o facto é que vim cá ter direitinha, sem hesitações.
É que J.Ps. conheço alguns, até o da novela que oiço as "pitinhas" comentar que é bom "com'ó milho", mas
o "J.P." só podes ser tu!
E para além disso tiveste azar no dia que escolheste para o teu pretenso anonimato, porque a Mary aqui está de facto muito "bloody".
E quando assim é, tem os sentidos todos alerta, acirrados mesmo!
Mas obrigado pela visita.
És e serás sempre bem vindo.
Fica bem e bom fim de semana.
Beijos, que já não são embrulhados em pétalas de coisa nenhuma.
M.F.

João Paulo Cardoso disse...

M.F:

Wellcome back.

Vais ver que vamos ultrapassar as fases más e ainda nos vamos rir disto tudo.
Espero...

Beijos e bom fim-de-semana.

Anónimo disse...

Diz a sabedoria popular que...
"Pretensões e água-benta, cada um toma o que quer"
:)))
Não te iludas!
Sou saudosista mesmo....e foi bom sentir-te de novo.
Mas já chega!
Contudo, terás sempre a porta entreaberta...espreita e entra.
Lá dentro talvez consigas sentir a amizade gratuita que se oferece por ali, um ombro amigo ou o muro das lamentações, onde possas carpir mágoas.
E terás também um sorriso, de orelha a orelha, quando te vir entrar.
Podes levar as caipiras ou o bloody, porque a Mary já lá tens.
Qualquer coisita mais, a gente inventa.
Aparece!
Não é bar aberto, mas é de braços abertos.
:))
Fica bem J.P.
M.F.

av disse...

Ai, ai, ai, isto por aqui tá preto. Espero que não acabe num banho de... bloody mary.
Fico à espera do próximo cocktail, porque este lembra-me os copázios de sumo de tomate que a minha mãe nos obrigava a tomar no verão, todos os dias, quando éramos miúdas. Eu e o sumo de tomate ficámos conversados para o resto da vida, mas ainda lhe dou uma abébia: adoro gaspacho.

Bjs e calma nas hostes, não queremos sangue neste blog.

ana

av disse...

Quanto às anedotas não é pudor, JP. É que raramente acho graça. Mas justiça seja feita, ainda me ri com a do hospital do desterro. Gosto de humor negro, tá visto.

ana

N.M disse...

Já ando á mto tempo para provar este cocktail...este verão a ver se o consigo tomar.Até o tentaava fazer, mas com o meu(pessimo) jeito duvido que va sair alguma coisa de bom!!!

Mad disse...

E imaginem que os malucos dos ingleses ainda pôem um talo de aipo dentro desta mixórdia! Já o paizinho dizia que em Inglaterra a única coisa comível era o arroz de manteiga.
Eu também é mais gaspacho.