13 julho 2007

Cocktails de Verão - Tequilla Sunrise

133


4. Tequilla Sunrise


Origem:
Por incrível que pareça, a autoria desta bebida é creditada a Mick Jagger, líder carismático de uma das maiores bandas de rock de todos os tempos, os Rolling Stones.
Jagger nunca trabalhou como barman, mas digamos que ele e as bebidas sempre foram grandes amigos. Um líder de uma banda viciado em álcool? Surpreendente.
No final dos anos 70, durante uma tournée pelos Estados Unidos, Mick Jagger foi proibido de ingerir bebidas alcoólicas pelo médico que acompanhava a banda. O cantor britânico não se conformou e inventou uma forma de enganar o médico e até o guitarrista Keith Richards, que passava a vida a gozar com tudo aquilo, bebendo doses e doses de vodka, mesmo na cara dele.
Jagger passou a misturar sumo de laranja com tequilla, dando a impressão que não bebia mais do que exóticos sumos de fruta. A burla só foi revelada no final da temporada e sempre com o cantor de boa saúde.
Mais tarde, o cocktail foi aperfeiçoado com a adição de grenadine.


Ingredientes: 2 partes de tequilla
4 partes de sumo de laranja
grenadine
uma laranja
duas cerejas

Preparação: Num copo bem longo, coloque três ou quatro cubos de gelo. Depois misture a tequilla e o sumo de laranja. Acrescente algumas gotas de grenadine, sem mexer mais.
Decore com uma fatia de laranja e duas cerejas.
Agora já pode sair por aí meio bêbedo a cantar "I can get no satisfaction"


Atenção: A autoridade para a consciência ética e moral do "Eldorado" adverte que se beber, não deve conduzir, mesmo que se chame Jorge Palma. Mais, adverte ainda que beber para esquecer pode levar a que decida mijar atrás do balcão do bar, pensando que é ali a casa-de-banho. O que pode ser fatal se for noite de farra do pessoal da ASAE.

POR MANIFESTA INCOMPETÊNCIA, HÁ EM BAIXO DESTE "COCKTAIL DE VERÃO", UM TEXTO NOVINHO EM FOLHA, QUE DEVERIA TER SIDO PUBLICADO MAIS ACIMA.
CHAMA-SE "FRIDAY 13TH - O ATAQUE DAS TARTARUGAS DENTUÇAS".
MUITO OBRIGADO PELA VOSSA COMPREENSÃO.

15 comentários:

FL disse...

Ah bom, voltámos aos copos:)

Estivemos fora, foi? A semana toda sem novidades... isso faz-se?

Beijos

João Paulo Cardoso disse...

Flora:

Efectivamente estive três dias sem publicar.
Três singelos dias e o pessoal cobra, sente a falta, espera por mais.

Sinto-me acarinhado e isso é muito, muito bom.

Também me sinto um pouco escravo e até ligeiramente tótó, por passar horas a escrever sem ganhar pilim com isso, mas pronto.

Voltamos ao "acarinhado":

Fareis, tu e outros eldoradenhos, por obséquio, um cafunezinho no menino, fareis?

Sim?
Hum?

FL disse...

Querido JP,

O comentário a dizer que sentia a tua falta, já era, na sua essência, um cafuné:)

Mas para que não haja dúvidas, aqui fica: "Isto é um cafuné para o JP"

Com as devidas ressalvas, meramente amigável, pois somos ambos pessoas comprometidas e respeitáveis (eu pelo menos sou).

Beijos
PS: Obrigada pelos comentários adsolutamente deliciosos que deixaste no meu Devagar:)

FL disse...

*absolutamente (sorry)

Mad disse...

Mais bebidas maricas. Tá bem. Mas folgo em ver que voltaste.

Não tens a vaga sensação de ser no mínimo estranho dizermos coisas, às vezes íntimas, uns aos outros, sem nos conhecermos de absolutamente parte nenhuma?

Não liguem, hoje estou numa de filosofar.

N.M disse...

Tu tens bom gosto para cocktails!!!!
Mais uma boa escolha!!!!
abraço

av disse...

E quando descobriram a burla, o amigo Mick passou ao pozinho de estrelas, dizendo que era... farinha amparo? E assim se vai aguentando, que ninguém é de ferro e a vida de calhau é dura.

bj
Ana

João Paulo Cardoso disse...

Flora:

Os cafunés virtuais são isso mesmo, "virtuais". É claro que os verdadeiros afectos são trocados longe dos computadores, com quem mais amamos.

Quanto aos "comentários deliciosos", várias pessoas pensam que eu uso e abuso dos elogios.
Pois, aqui vai a verdade:

É-me difícil elogiar algo ou alguém. É ainda mais complicado confessar-me apaixonado por alguma coisa.
Então, quando isso acontece (no teu caso, em relação aos elogios ao teu blog), acreditem que é sincero e com profundo sentimento.

Beijos.

João Paulo Cardoso disse...

Madalena:

Se o Tequilla Sunrise é um cocktail maricas e o Mick Jagger, seu criador, fartou-se de procriar por esse mundo fora, fará se não fosse...

Quanto às coisas intímas que dizemos uns aos outros, não é bem assim. Mantenho muito de mim no segredo dos deuses.

Ninguém sabe, por exemplo, que adormeço para o lado direito e sonho para o lado esquerdo.
Ooops!!!
Mais um importante segredo revelado ao mundo!!

Beijos:)

João Paulo Cardoso disse...

n.m:

Muito cuidado com os elogios, rapaz!

Ali acima, a Madalena comenta que o Tequilla Sunrise é mais uma bebida maricas, e tu agora vens me dizer que "tenho bom gosto para cocktails"???
Eu até desconheço a maior parte do sabor destas mistelas!!

Por outro lado se és TU que gostas deste cocktail, de acordo com a Madalena, gostas de bebidas maricas.
Aconselho um processo em tribunal.
:)

Um abraço.

João Paulo Cardoso disse...

Tequilla Sunrise - Sumo de Laranja

Cocaína - Pó de Estrelas - Farinha Amparo.

Pára de fazer piadas e associações espirituosas!
Era suposto ser eu a ter piada!!

Vou amuar, não há nada a fazer.
Está quase... quase... é inevitável...

Pronto! Já está!

:(

av disse...

Pronto, JP, prometo não dizer mais graçolas aqui. Mas não prometo cumprir a promessa. Vá lá, não amues. A vida é bela...

bjs
ana :) (acho que é a primeira vez que uso uma coisa destas)

João Paulo Cardoso disse...

Ana:

"Prometo", bla, bla, bla... "mas não prometo cumprir a promessa."
Promessas assim leva-os as Portas do Vento...

Quanto aos
:), :( , :P ;)
e afins,
quem é que inventou isto???

Beijos.

Mad disse...

JP, está a precisar de apanhar. Só a palavra cocktail já é maricas, quanto mais qualquer cocktail feito de sumo de laranja (tá bem, já sei que também tem tequilla...) E quanto a desvendar intimidades, eu estava mesmo a filosofar, não me referia a ti e muito menos ao blog - seja ao teu seja ao dos outros. Já para não falar que é muito mais giro contarmos coisas dos outros.
Resumindo, estava a só lançar uma frase para discussão.
Melga.
Beijos à melga.

Mad disse...

*estás (obviamente)