29 novembro 2007

Sexy Singers dos Anos 80 # 07 - Madonna

O Eldorado - Edição nº 187

Depois de algum tempo de bico calado, voltam aqui a cantarolar as vozes das cantoras mais sexies dos anos 80. A série chega agora a meio, ou seja, ainda haverá meninas de pernoca à mostra e instrumento na mão lá para o Natal.
Vamos ver se o velho Pai Natal dá conta do recado.

Eu tenho fé no barbas.
Em primeiro lugar, porque dizem que ele tem sempre uma surpresa no saco. Em segundo lugar, a empreitada não parece tão hercúlea sabendo que a maior parte das cantoras aqui publicadas tem hoje mais ou menos a idade do velhote...

Ah! Antes que me esqueça, hoje é a vez de Madonna.

Madonna - Rainha da pop durante duas décadas, mulher com excelente propensão para os negócios, Madonna Louise Veronica Ciccone Ritchie, nascida em Bay City, no Michigan, Estados Unidos, a 16 de Agosto de 1958, é ainda hoje uma conceituada cantora, produtora, dançarina, compositora e também faz uma perninha no cinema e na literatura infantil.

É considerada por muitos, "a mais importante cantora na história da música pop mundial", e considerada por mim muito menos. Nunca achei piada às suas polémicas, à sua imagem (?) e muito menos à sua voz (???).
Houve anos que ainda por cima tinha de aturar a devoção deste meu primo com cara de tubarão. Nem sei se a admiração dele pela cantora das pernas de jogging se mantém.

Quando apareceu, Madonna era efectivamente novidade, e o vídeo "Like a Virgin" uma pedrada no charco, que é o mesmo que dizer, nos canais de Veneza.
Depois, a garina tornou-se demasiado camaleónica e confesso que na altura do álbum "Erótica" e do livro "Sex" estava curioso de ver no que aquilo ia dar. Entre a Madonna e a Cicciolina a diferença chegou a ser ténue...
Eu e Madonna atingimos o auge da química à distância, quando ela protagonizou o filme "Corpo de Delito". Ela ali estava, de mamas à mostra na tela grande do cinema e eu bocejava até fechar os olhos.
Foi dinheiro mal gasto. Muito mal gasto.

O resto é a história de uma reforma dourada. Madonna é casada com o realizador Guy Ritchie e tem três filhos, um deles adoptado no Malawi, África.

O vídeo - Este é, sem dúvida, um dos videoclips - se o quiserem chamar assim - mais emblemáticos de todos os tempos. Temos uma Madonna praticamente debutante, ainda com 26 aninhos, Veneza, gôndolas e um leão de pelúcia. Faz todo o sentido se pensarmos no Festival Internacional de Cinema de Veneza que premeia as obras mais conceituadas com o "Leão de Ouro". A não ser isto, não faz sentido de todo.

A cantora aparece vestida e maquilhada de uma forma que foi depois maciçamente copiada pelas miúdas lá da Secundária, honra seja feita à sua capacidade de ditar modas.
O resto é já clássico. Madonna rebola-se pela gôndola, vestida de noiva, cantarolando "like a virgin, touched for the very fisrst time".
Ninguém acreditou, mas todos cantarolaram.

8 comentários:

Mad disse...

Confesso que tenho admiração por esta menina. Não pelas músicas (credo!), apesar de, como toda a gente, ter dançado que nem uma doida ao som do Like a virgin e do Celebrate, mas pela sua cabecinha 100% marketing-oriented, como, sendo eu da área, não poderia deixar de admirar. Inclusivamente, é estudada como show-case em cursos de marketing sérios.

Só não a identificaria como uma cantora dos anos 80, tão actual que ainda está...

1 beijo para ti.

cabaret disse...

Realmente este é um tipo de som que não passava no meu cabaret, no entanto, ela marcou uma geração de tendências pop e é (foi) e é(ainda)um belo pedaço...de voz.
Obrigado pela visita já estás linkado.
Um abraço

Anónimo disse...

Obvio que nao podia ficar sem comentar este. Por motivos obvios.

Gostos nao se discutem e considero a epoca pre-Ray of Light simplesmente fantastica. Temas mais conhecidos como "like a Prayer", "Express Yourself" ou "Vogue" podem nao agradar a todos mas os numeros falam por si.

No segmento das menos conhecidas, acho quase impossivel nao se gostar de "Dear Jessie" ou "Oh Father".

E como diz a Mad, mesmo que nao se goste da sua musica, que ela atingiu excelentes metas isso queria eu ver alguem negar!

nf

Huckleberry Friend disse...

Comecei por detestá-la, mas aos poucos fui aprendendo a reconhecer-lhe mérito. No campo mediático, claro, mas também na música: gosto de Beautiful stranger, Frozen e continuo a não resistir a trautear La isla bonita (vá, dêem pancada!).

Desta faixa tenho, no meu PC, uma versão completamente surreal, praticamente arrotada, do Marylin Manson.

JP disse...

Mad:
Que a Madonna foi e ainda é uma máquina de fazer dinheiro é algo inegável.

A Ciccone aparece nesta lista de cantoras dos anos 80, porque já estava na berra (penso que para uma cantora é a expressão adequada...)nos anos 80.

Acho muito bem que a senhora seja vista como um "show-case", expressão que desconhecia.
Deve ser um "study-case" adequado ao mundo do espectáculo.

Beijos e Live to Tell.

JP disse...

Cabaret:
Ora seja então bem-vindo a esta casa de petiscos. É mesa para quantos? Se for só para um, ainda há lugar lá atrás.

Quanto a se considerar a Madonna um belo pedaço de... voz...
Acabo por concordar.
Ela não falha uma nota.

Realmente a sua capacidade de fazer dinheiro é incomparável.

Um abraço.

JP disse...

Null Fame:
Como podes ler noutros comentários, não és o único a valorizar o trabalho da Ciccone.
Ela marcou uma época e ainda mexe.

Nos anos 80 era ela e o Michael Jackson e, ao contrário do branquelas, posso concluir que ela sempre foi dona do seu nariz.

Um abraço.

JP disse...

Huckleberry Friend:
Com que então "uma versão completamente surreal, praticamente arrotada, do Marylin Manson", ann?

Parece tentador mas a administração deste blog avisa que tal aberração não vai constar da lista das "Sexy Singers dos Anos 80"...

Um abraço.