11 setembro 2008

AnimaVerão - Marco


9. Marco


T
enho quase a certeza que os menos jovens não se esqueceram ainda desta série de animação.
Marco, o menino que vivia num porto italiano e que andava sempre com um macaco ao ombro.

Quando tinha a idade do puto que passava a vida a chorar pela sua querida mamã, colava os meus macacos debaixo do tampo da mesa.
Eu sei que parece, ou é de certeza, um pouco nojento, mas -los às costas é ainda pior.

"Marco - Dos Apeninos aos Andes", estreou em Portugal a 22 de Maio de 1977, um dia depois de eu ter completado seis anos, ficando a faltar cinco meses para ir à escola pela primeira vez.
Ainda me lembro do belo leite com chocolate que serviam na cantina e também do... epa, desculpem lá maçar-vos com estas coisas, estava a falar do puto, não era?
Peço desculpa.

Durante 51 semanas, o Marco foi imbatível na arte de fazer chorar pedras da calçadas.
Parecendo que não, foi isto que esteve na origem da calçada à portuguesa, ondulada a branco e negro como lágrimas de um Portugal solidário com um desenho animado que procurava a mãe com um macaco atrás da orelha.

Para aquietar o espírito dos amigos dos animais, posso garantir que nem na adolescência o Marco teve vontade de espancar o macaco.
O Amédio.
É mesmo verdade, pá. Era o nome do macaco.

Ora, um macaco a médio, assim de repente, lembro-me do Bynia, do Benfica.
Nannn... se calhar não é o mesmo.

4 comentários:

Mad disse...

Menos jovem??? Tu queres apanhar?







----
Aqui entre nós, eu adorava o Marco.

João Paulo Cardoso disse...

Eternamente jovens é o que nós somos.

Este "AnimaVerão" tem feito sucesso aqui no "Eldorado" de acordo com as estatísticas do blogue.

Para a semana há mais!

Beijos.

filomeno2006 disse...

Mi mono Amedio y yo......Canción.....

filomeno2006 disse...

En un pueblo italiano, al pié de las montañas, vive nuestro amigo Marco, en una humilde morada.....Se levanta, muy temprano, para ayudar a su buena mama.......