15 janeiro 2009

Ainda para além dos sorrisos e das gargalhadas

Chove lá fora.
A minha mãe segue daqui a pouco para o Hospital dos Capuchos, Lisboa.
O coração aperta-se cada vez mais e os fantasmas de 2004, 2005 agigantam-se nas sombras.
Estão de volta, ardilosos, corja sem rosto.
Resisto.
Resisto.
Resisto.

Mas por aqui não tenho condições para continuar.
Espero que me compreendam.
Ainda pensei entremear tristes desabafos e alegres tiradas, mas não dá.

Se tudo correr bem, volto no sábado para suspirar convosco e soltar amarras.
Quero continuar a viagem.
Gosto de aqui vir.
Gosto de vocês.

E por estes dias gosto da minha mãe cada vez mais.
Digam-me que vai tudo correr bem.
Digam que sim.

6 comentários:

Maria do Desassossego disse...

JP,

Vai correr tudo bem! Claro que vai.
Uma beijoca grande, cheia de força.

Patrícia disse...

vai correr tudo bem.
vai correr tudo bem.
vai correr tudo bem.
beijo grande.

Mad disse...

Claro que vai correr tudo bem.
Deus é grande e não dorme.
Um abração.

N.M disse...

Vai correr bem. Porque mereces, porque a tua mãe merece e porque o amor que vos une merece ainda mais.
Forte abraço e mais uma vez...vai correr bem!!!

MariaV disse...

Idem. Vai correr tudo bem.
Vou rezar para que tudo corra bem. Força para os dois.
Bjs

Mad disse...

Onde andas? Vá lá, estamos preocupados.