02 abril 2007

Primavera... onde estás?

Post nº 72

Compreendo, de alguma forma, a perversão do senhor que se esconde debaixo de uma gabardine cinzenta, chicoteada pelo vento e salpicada pela chuva. Até abano a cabeça, condescendente, quando ele abre repentinamente a dita gabardine e exibe os seus dotes, acompanhando tudo com uma gargalhada maliciosa e demente.
Afinal de contas, a menina que ele assedia, é jovem, fresca, bonita e perfumada.

Ele chama-se Inverno, é rude, tem modos bruscos, pouco ou nada simpáticos, e quando ele solta a tal gargalhada, maliciosa e demente, sente-se um vento gelado que foge por entre o intervalo dos seus dentes. Arrasta-se no meio da lama, e é uma ameça constante para velhos e crianças. E para a tal menina.

A menina chama-se Primavera. Tem uma saia curta e colorida, género Floribella, que deixa à mostra um belo par de pernocas. Usa um top igualmente revelador. Por vezes é morena, noutras é loura, e é bela, muito bela.
Por onde ela passa tudo floresce e as andorinhas brincam com as suas tranças.

Desta vez, o Inverno tornou-se ainda mais irascível. Vem a despropósito com a sua triste figura de velho tarado, ameaçar a menina bonita que nós amamos. Que eu amo, pelo menos. E é isso que interessa.

Com medo do Inverno, a menina Primavera anda escondida.
O tempo passa...

Por favor, alguém que detenha esse velho ordinário, para que a menina possa correr descalça pelo jardim!

Primavera... onde estás?


DEPOIS DE AMANHÃ: A DESCOBERTA DO COELHO DA PÁSCOA! ESTÁ QUASE, QUASE!

4 comentários:

FL disse...

Ainda hoje me fiz a mesma pergunta... Oh dúvida!
Isto de ser Rainha das Flores e não saber da Primavera é dose:(
Se a vires, avisa-me.

João Paulo Cardoso disse...

fl:

Seja então bem-vinda a esta humilde casa de petiscos, ó "Rainha das Flores".

Haveremos de encontrar a Primavera, esteja onde estiver!

Volte sempre!

Carlos Cruz disse...

Este texto é assim como que um bocadinho para o pedófilo…acho eu!

João Paulo Cardoso disse...

carlos cruz:

Também o "Lolita" de Nabokov foi considerado um romance "pedófilo", mas era mais do que isso. No limite, nem era nada disso.

De qualquer forma, lamento que tenha considerado o "texto", "assim como que um bocadinho para o pedófilo".

De qualquer forma, caro Carlos Cruz, para que não fique dúvidas, refiro que a menina Primavera do meu post já tem 18 anos e até um buço mal disfarçado.

Muito gosto em tê-lo por cá.
Mande um beijo meu à Bota Botilde.