24 abril 2007

Desflorar

Post nº 88

Luciana Abreu, a célebre "Floribella", revela numa entrevista à "TV Guia", o seu lado negro. Mais adulta e amargurada, mas ainda com uma réstea de ingenuidade...

"Continua com Jesus Cristo na mala?"
"Não, fui assaltada. Agora tenho uma carteira de santinhos e a Bíblia, como sempre tive. Agora o "JC" foi-se... tanto viajou comigo... Fiquei tão triste, até chorei!"

"Faz dieta?"
"Nunca fiz, como muito mas não engordo. O que me safa são os doces para não ficar um palitinho!"

"Onde tem guardado o Globo de Ouro?"
"Está entre os meus santinhos. Tenho um altarzinho e o Globo está lá."

Mas, no resto da entrevista, o perfume da Flor exala já desalento, mágoa, cansaço e desmotivação.
Ainda mantém o ar doce, apesar de cada vez mais abelhas à sua volta viverem para sugar o seu pólen, enquanto outras vão mostrando e usando o ferrão.
As pétalas perdem viço e brilho. O jardim outrora pisado por sapatilhas coloridas é cada vez mais terreno minado.

Flores assim, que crescem ingenuamente no meio do espectáculo, só têm duas alternativas: ou morrem ou ganham espinhos.

Na televisão "Floribella 2" vai ser, agora ainda mais, um mundo à parte. A fazer ressuscitar um velho refrão dos noruegueses A-ha:

The Sun Always Shines On Tv.

Cá fora, é diferente.

10 comentários:

FL disse...

Eu até comentava, mas não posso:(
A filhota gosta, fomos ao musical (até cantei...)temos cds, sapatilhas, saia e top - ela, claro (embora a senhora da loja tenha insistido que a saia me havia de ficar bem!!!)
Não podes vencê-los...
(mas confesso, a imagem da moça está esgotada, já cansa)

Anónimo disse...

JP, o blog esta partido! Acabei de postar e nao apareceu nada!!! Vou repetir. Nao me calarei!

Null Fame

Anónimo disse...

Dizia eu, antes do meu post ter sido surripiado: na minha opiniao o fenomeno Floribela e apenas mais um entre muitos similares e pouco ou nada tem de original. A falta de gosto, falta de motivacao e inovacao, falta de originalidade e falta sei la do que mais, presente no geral da mentalidade portuguesa, faz com que se subscreva, por defeito, o culto do seguimento. (E eu que detesto carneirismos!)
Isso reflecte-se no que se consome, vindo da TV ou nao e no que se faz ou nao se faz pelo Pais fora. E a malta nem parece (ou nao pode) querer sair deste ciclo vicioso, ate porque a imagem da moca pode ate cansar, mas move os filhos que movem os pais.
E Flora, pode-se vencer. Vai ter e que acontecer muita coisa e passar muito tempo. Ha e quem nao esteja disposto a esperar...

NullFame

PS - Peco desculpa pela falta de acentuacao e de caracteres cedilhados

PSS - Parabens JP. Parece que as visitas, em media, estao a subir.

FL disse...

NullFame(que raio de nick!)... não deixas de ter razão. E para quem vive fora do país é muito mais notória esta falta de cultura que nos assola.
João, desculpa servir-me do teu blog para falar com os teus comentadores.
Beijocas

João Paulo Cardoso disse...

fl e nullfame:

Mas o que é que se passa aqui!!
Já falam uns com os outros... entram, descalçam-se, calçam chinelos e pantufas e desatam a cavaquear a torto e a direito?!

AINDA BEM!!

Prefiro que "O Eldorado" seja uma luminosa sala de estar do que uma cave soturna.
E sempre aumenta o número de comentários! Fixe!

Vou comentar em separado a seguir.

João Paulo Cardoso disse...

Flora:
Nada me move contra a Luciana Abreu.
Pelo contrário, acompanho a face visível da carreira dela com atenção e carinho, desde o princípio.

Comovi-me com ela, como ela se comove hoje, quando se fala em crianças.

Quis desancar no júri do "Ídolos" quando o júri do "Ìdolos" desancou nela. O Pedro Granger chamava-a de "borboleta". E eu, frágil, melancólico e deprimido, devorava e delirava com tudo aquilo como se fosse injectado maciçamente com Prozac.

Sim, eu já rebolei no lixo televisivo que hoje abomino. Circunstâncias da vida. É por isso que, por um lado, compreendo quem considera a televisão uma amiga, uma companhia.
Por outro lado, hei-de aproveitar sempre este blog, para elogiar a vida além tv: os livros, as viagens, as exposições, o cinema, o amor...
Ah, o doce enlevo dos namorados!

Faz-me impressão a ingenuidade de Luciana Abreu. Dói saber que ela só vai aprender com os violentos pontapés em que a vida é pródiga.

E lamento que a empurrem para um mundo de fantasia, dominado por perspectivas comerciais alavancadas por audiências que medem tudo menos a felicidade de quem vende estórias felizes...

Um beijo.

João Paulo Cardoso disse...

Nullfame:
1- Não consigo habituar-me à "falta de acentuacao e caracteres cedilhados".
Por exemplo, o que é que significa "a imagem da moca pode ate cansar"?

Ganda moca!
Terá o Nullfame regressado a Amesterdão?

2- Dia após dia será difícil não elencar as diferenças entre a Velha Lusitânia e a Velha Albion, mas nunca se esqueça daquilo que as saudades que começa a sentir, insistem em lembrar.

3- Tem sido gratificante ver que o blog está a ganhar notoriedade com acréscimo do número de curiosos.
Se as sombras se desvanecerem devo conseguir fazer mais e melhor.

Um abraço.

Anónimo disse...

As saudades sao apenas parte daquilo com que tenho que me habituar a lidar. Depois de anos a mudar de pais para pais o mais dificil mesmo e deixar-me de nomadismos e conseguir lembrar-me das minhas raizes. Afinal, quando tudo muda so existe uma constante: a mudanca!

Abracos inspiradores de Albion.

NullFame

Anónimo disse...

E nao me trates por voce! Eu nao sou a Flora!!!!

NullFame

Anónimo disse...

naõ tens nada mas tens tudo és rico em sonhos e pobre em ouro, mas não importa so ter dinheiro,tens amigos e amor verdadeiro!