04 abril 2007

Cá está ele! O Coelho da Páscoa!

Post º 74

Éramos dois. Eu e o Orlando.

Colegas e amigos inseparáveis no C.S.I. - Coelhos Sob Investigação.
Trabalhávamos há bué no caso do Coelho da Páscoa.
Existia mesmo? Ou era invenção? Seria fofinho?

Eu e o Orlando tínhamos seguido aquela que nos parecia ser a pista definitiva. Alguém jurara ter visto o Coelho da Páscoa numa casa de alterne, o "Calor da Madrugada".


Foi para lá que fomos, depois de termos visto mais um episódio da "Ilha dos Amores", na TVI.
Gostávamos de ver novelas e de espremer os fruncos das costas do outro, mas quem nos chamasse de "paneleiros" levava logo um balázio nos cornos. E um homem que dispara nos cornos de outro é muito homem, mesmo que por baixo da roupa use um belo conjunto Victoria's Secret...

No "Calor da Madrugada" amontoavam-se garinas boazonas e gajos com panças de cerveja que fumavam tudo o que desse para acender.
Ao balcão, pedimos dois copinhos de leite de chocolate Ucal que bebemos de um trago.
Perguntámos ao bigodes que atrás do balcão fazia malabarismos mariquinhas com garrafas de licores multicolores, se conhecia o Roberto.
O Roberto foi o tipo que conheceu o Asdrúbal Três Dedos que namorou a Balbina que afirmou conhecer um amigo do vizinho do 4º esquerdo do seu prédio em Campo de Ourique que -voilá!- jurava a pés juntos ou de cócoras virado para Meca que tinha visto o orelhudo da Páscoa.

Maravilhado com a forma como metíamos os pés pelas mãos, no duro desempenho do nosso 'métier', o bigodes por trás do balcão soltou uma gargalhada que ninguém conseguiu apanhar, e que acabou por acertar na mona de uma performer de jazz de quinta categoria que trinava falsetes e rabanetes junto a um piano... há gargalhadas que levam a música muito a sério...

- Para que é tanta confusão? Eu sei onde está o raio do coelho!

Fiquei feliz e tive vontade de dar um chocho na bochecha do Orlando, mas de um ponto de vista profissional, porque já sabia de outros carnavais - e já agora, de outros canaviais - que a sua barba picava mais do que urtigas no rabinho de um bebé.

- O coelho está lá em cima. Com a Natasha. Subam!

E subimos. Lá em cima estava o Tiroliro Liro. Devia ser o chulo.
Eu e o Orlando demos as mãos e arrombámos, com gritinhos de menina, a porta do quarto da tal Natasha.
'Na 'tava...
Ah... esperem! Vem alguém da casa-de-banho...

A Natasha era loura como os campos de trigo que douravam o nosso Alentejo, e esbanjava sensualidade e 'sex appeal' como se fosse o Abramovich das Putas...

-
Dois?! Quau de vócêz vai me comê primêro?

Agradecemos a evidente simpatia de Natasha mas já tínhamos jantado.

"Onde está o coelho?", perguntámos.

- Para verem o côelho, têm que págá, né?

Pois... uma Natasha brasileira que não perdia uma "oportunidádji" de negócio...

A brincadeira custou-nos "200 heróis". 100 cada um. O Orlando ainda perguntou se ela passava factura, para dedução no IRS, mas a vaca loura não tugiu nem mugiu.
E começou a despir-se.

"Tu queres ver que o coelho 'tá escondido dentro da camisa?", disse para o Orlando.

Ela encaráva-nos sem pudor e ria desalmadamente, como se tivesse cócegas assassinas no céu da boca.
E começou a tirar o soutien.

"Ou então está dentro do soutien...", engoliu em seco o Orlando.

As mamas de Natasha pareciam ogivas nucleares, ou como dizia um troca-tintas lá do bairro, "gengivas nucleares". Qualquer coisa ameaçava explodir nas minhas cuequinhas Victoria's Secret...

"En... então... o c.. o co... o coelho?", consegui balbuciar.

Não sei se ela amuou de repente, mas voltou-nos as costas.
E lá estava ele. Toscamente pixado na sua omoplata direita:
O famoso Coelho da Páscoa.
A pôrra de uma tatuagem...

Foi um tremendo balde de água fria, mas se calhar só escrevo isto porque estava um briole do caraças naquele início de Abril...

********************

10 anos depois, as fotos que tirei ao coelho, através do meu telemóvel Samsung, vão ser publicadas na internet, num blog de um parvo qulaquer.

Não faz mal... a verdade seria conhecida mais tarde ou mais cedo.

A minha vida deu muitas voltas. Deixei o C.S.I. e o Orlando foi-se embora depois do episódio pascal que relatei acima.

Ao contrário do que se possa julgar, não tenho saudades dos seios da Natasha, mas sim da forma como eu e o Orlando demos as mãos para arrombar a porta do quarto da prostituta brasileira.

Tenho saudades do Orlando...
Pode ser que ele um dia venha cá a casa reaver os seus tupperwares...

fim



12 comentários:

FL disse...

Que história tão bonita!
Fiquei sensibilizada com a frase "A Natasha era loura como os campos de trigo que douravam o nosso Alentejo, e esbanjava sensualidade e 'sex appeal' como se fosse o Abramovich das Putas..."
Pena que o Orlando se tivesse ido embora!
Mas agora, finalmente, sabemos onde anda o Coelho da Páscoa.
A cobrar 200 aéreos para se deixar ver... imagino quanto cobrará para o resto!

João Paulo Cardoso disse...

fl:

Ainda bem que gostou!

Foi um pequeno devaneio desta cabeça sem parafusos...

Boa Páscoa!

Vivam as tartes e os coelhos da Páscoa!!

Carlos Cruz disse...

Palhaço abre os olhos!

Sabes escrever tens ideias geniais és criativo, sem esquecer o sentindo de humor apuradíssimo. Mesmo assim deixas-te ficar fechado sem dar a conhecer o teu excelente trabalho. As produções fictícias deram-te uma oportunidade e tu feito camelo do Pinhal Novo nem ligas-te a isso. Que mais queres para deixares essa vida parva e sem sentido que levas?

Acorda e deixa-te de lamurias se hoje tas longe do que merecias a culpa é exclusivamente tua, como te conheço, se aparecesse a Jolie à tua frente toda nua tenho a certeza que apressavas-te a inventar uma desculpa para não lhe saltar para cima, preferes a tua almofada. “Não quero tem côdea” ACORDA URSO!

FL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FL disse...

Peço desculpa, mas na minha humilde opinião, parece-me que há um hifen a mais na sua prosa.
Só isso.

FL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FL disse...

Não referi, por lapso, que a prosa a que diz respeito o hifen a mais, é a do Sr. Carlos Cruz.

N.M disse...

Belo Coelho da Pascoa tens tu aqui!!
Bom fds e boa Páscoa...lololol

João Paulo Cardoso disse...

carlos cruz:

A avaliação que faz é correcta. Vou esforçar-me mais.

Já em relação a aparecer a Angelina Jolie nua e não fazer nada, já não é bem assim.

No mínimo, oferecer-lhe-ia um casaquinho para que não se constipasse.
No mínimo.

A verdade é que já tenho a minha Angelina lá em casa.
E ela, além de tudo o mais, é também trés Jolie.

João Paulo Cardoso disse...

fl:

Os hífens são tramados, de facto.

João Paulo Cardoso disse...

n.m:

Às vezes a inspiração surge e lá sai um coelho da cartola.

Volte sempre.

João Paulo Cardoso disse...

Aparecem na lista dois comentários removidos pelo administrador, que não são da minha responsabilidade...

Bastou não vir aqui cinco dias e o coelho tomou conta disto, está visto...