06 fevereiro 2009

2009 - Ano do Guarda-Chuva

Não se deixe enganar pelas carícias do sol esta sexta-feira. O mais certo é começar a chover daqui a pouco, porque este é mesmo... Tcharan!
O Ano do Guarda-Chuva.

Os chineses poderão argumentar que não, que é o Ano do Búfalo, mas experimente abrir um búfalo para se proteger da molhada.
Eu experimentei em 1992, no Missouri, e não dá, garanto.

E em Portugal, nem pensar.
A Carris e o Metroplitano proíbem expressamente a entrada de búfalos-guarda-chuvas nos seus meios de transporte, mesmo que sejam daqueles que se fecham, que se dobram, que se miniaturizam, até ficar do tamanho de uma banana da Madeira.

E no futebol é muito complicado deixar um búfalo-guarda-chuva junto aos agentes de segurança.
É um bicho-objecto que, parecendo que não, afeiçoa-se muito ao dono e não é bonito estar no Estádio da Luz a babar-se pelo voo da águia Vitória, enquanto se deixa o pobre búfalo-guarda-chuva carente de miminhos e alfafa.

Há alguns anos, infelizmente, era comum o abandono de búfalos-guarda-chuvas nas bermas das estradas, só porque tinham um ou outro corno mais retorcido ou já não abriam com a mesma facilidade de antes.
E um búfalo que não abre automaticamente é uma merda.

Esta aviltante prática foi transposta para os dias de hoje.
Contam-se às dezenas os guarda-chuva abandonados pelas cidades, só porque têm uma vareta partida.
O medo que as pessoas têm de vazar uma vista com uma vareta de guarda-chuva é impressionante.

Ou então, ninguém me disse nada, há um incomensurável risco de explosão quando o guarda-chuva sofre uma chapada mais bem dada pelo vento, com direito a mensagem electrónica e tudo...

"Atenção!
Foi detectada uma anomalia no seu dispositivo de protecção de pluviosidade!
Este guarda-chuva vai explodir dentro de 10 segundos!
Abandone-o imediatamente a menos que esteja na Palestina com segundas intenções!"

Agora digam-me lá:
Se procedem assim com os guarda-chuvas normais, como é que podem pensar que vou mandar vir búfalos guarda-chuvas para vocês, grandessíssimos montes de esterco?
Esqueçam!
Bem podem tirar o cavalinho da chuva!

Ou, neste caso, o búfalozito.

2 comentários:

Maria do Desassossego disse...

Migo,

Nem para mim? Não há um desses para esta tua querida amiga?

Em que cores é que fazem? Ía querer um lilás, para dar com as luvas e a echarpe e um branco para o fim-de-semana... Pode ser? Entregas onde?

Muit'agradecida.

Patrícia disse...

tu e os búfalos! há por aí história escondida...