28 fevereiro 2008

Sexy Singers dos Anos 80 # 11 - Kylie Minogue

O Eldorado - Edição nº 212

Dizem as estatísticas que nunca estive tanto tempo sem escrever neste blogue.
E sublinho "neste blogue" porque tenho escrito um pouco por toda a parte, exceptuando aquelas mensagens mais ou menos obscenas e abichanadas que se leem nas portas das casas-de-banho dos centros comerciais.
Também não tenho escrito nas paredes lá de casa, embora por vezes me apeteça.
"SALVEM-ME!", em grandes parangonas vermelhas, parece adequado aos acessos de melodramatismo e mistério que, de quando em vez, chocalham-me os neurónios.
Dizem também as estatísticas que as "Sexy Singers dos Anos 80" não cantavam aqui desde 22 de Janeiro...
Para o diabo com as estatísticas.

Kylie Minogue - Antes de acabar a tasquinha deste ajuntador de letras que vos escreve, há que levar até ao fim esta rubrica saudosista de melodias entoadas por sereias que, passados 20 anos, já descamam porque o tempo não perdoa.
Hoje temos a Kylie Minogue, essa bonequinha australiana de metro e meio de altura que, depois de vencido um cancro da mama, contrariando o que escrevi acima, ainda está aí para as curvas.
E que curvas! Tudo muito compactozinho para ser mais fácil arrumar lá em casa.
É claro que ajuda muito ter "só" 39 anos - o que faz dela a mais nova cantora trazida a esta rubrica - sendo que os 40 anos daquela que em alguns pontos de Portugal ficou conhecida como "Carla Minorca" vão ser assinalados a 28 de Maio, daqui a exactamente 3 meses.

Actriz da famosa série "Neighbours" que chegou a ser transmitida pela RTP nos anos 80, Kylie foi mais tarde convidada para revisitar o tema "Locomotion" cujo vídeo surripiei ao YouTube e está aí em baixo. Foi o seu primeiro hit numa altura em que Kylie ainda não tinha 20 anos. Seguiram-se mil e um sucessos, travessias no deserto e sempre grandes comebacks assentes num dos maiores casamentos voz/corpo da música pop.
Miminhos para os olhos e os ouvidos.

Sobre o Vídeo - Desta vez não há muito por dizer até porque já todos conhecemos de cor as imagens de marca dos anos 80. Estão cá todas: cantoras bonitas com glamour, permanentes que obrigavam cabeleireiros a horas extraordinárias, grafittis berrantes nas paredes, coreografias de gosto discutível, pop melódica, modelitos copiados do "Flashdance" e da série "Fama" e muita, mas mesmo muita boa onda.
Mal sabiam eles que 20 anos depois andaria tudo deprimido, por exemplo, a contar tostões para a gasolina que aumenta quase todos os dias...
Kylie, bela miss hobbit: Dá-lhe gás.

8 comentários:

Visão Caleidoscópica disse...

Voltei!
Duas semanas sem net é demais!
Habituamo-nos e depois é isto....não sabemos viver sem a coisa.
Que coisa!
Mas agora penso que o problema está sanado e por isso estou aqui.
Voltarei mais tarde para te ler e comentar...
Beijinhos.
Até mais.....

João Paulo Cardoso disse...

Maria:
Também tenho andado afastado do mundo dos blogues, mas sempre omnipresente.

Em nome de uma coisa tão bonita chamada redundância e especialmente para ti:

Bem-vinda de volta outra vez.

Beijos.

Patrícia disse...

aos anos que eu não ouvia esta.

Sofia disse...

Há séculos que eu não ouvia isto...

Desculpe, mas a menina mede 1,52... LOL... Apesar disso eu, mesmo sendo meia anã, ainda sou mais alta do que ela... e com os meus 'tacones lejanos' fico quase a Gisele Budchen, que mede 1,79, por curiosidade! ;)

beijinhos e não andes tão desaparecido

João Paulo Cardoso disse...

Patrícia:
Às vezes este blogue assemelha-se ao velho baú lá do sótão dos avós.
Até já estava a ganhar teias de aranha "derivado" (há quem fale assim...)de não ser actualizado.

Beijos.

João Paulo Cardoso disse...

Sofia:
Não sou particularmente fã de mulheres altas (nem muito baixas.

De qualquer forma o importante não é a altura de uma mulher. É se ela se porta à altura.

Beijos.

N.M disse...

Grande Kyle Minogue...esta musica lembra-me os tempos de infância!!!

João Paulo Cardoso disse...

n.m:
Quando somos pequeninos apenas gostamos de coisas pequeninas.

Quando somos maiores já gostamos de coisas melhores.

A Kylie é das melhores coisas pequeninas deste mundo, fazendo jus à frase batida "os melhores perfumes vêm nos mais pequenos frascos".

Um abraço.