04 dezembro 2007

Sexy Singers dos Anos 80 # 08 - Wendy James

O Eldorado - Edição nº 189

A nossa colecção de cantoras sexies dos anos 80 entra hoje no oitavo capítulo. E a oitava passageira é a Wendy James.
Wendy who?
Wendy James, a lourinha pin-up dos Transvision Vamp.

Não fiquem tristes aqueles que não sabem o que é uma
pin-up ou pior, não conhecem os Transvision Vamp.
O Pai Natal terá muitos Kinders Surpresa para vocês.
E brinquedos adequados à vossa idade.
E não se esqueçam: se os vossos pais quiserem ir jantar sem vocês, façam um berreiro do caraças ou acontece-lhes o mesmo que à Maddie.

Wendy James - A bonequinha dos Transvision Vamp nasceu em 1966, ou seja 20 anos depois dos seus anos dourados enquanto sexy singer permanece fresca com apenas 41 anos.
Quando cantava o tema ali em baixo tinha 22 anos.
Para completar estes números faltava aqui as suas medidas, mas não consegui essa informação.
Mas deve ser coisa parecida com uma miúda de 16 anos.

Nascida em Inglaterra, alcançou o sucesso com os tais Transvision Vamp que duraram três álbuns e depois puff.


Como o grupo pouco mais tinha que a sua imagem, a sua voz rouca, e as suas poses eróticas, Wendy meteu as belas pernocas ao caminho e embarcou numa carreira a solo que nunca chegou a bom porto.
Em 1993, Wendy gravou o seu primeiro e único álbum a solo, todo ele composto por Elvis Costello e todo ele ignorado por crítica e público.
Em 2004, regressou à actividade musical com nova banda, os Racine, que, além de um nome estúpido, também não alcançou um grama de sucesso.

O vídeo - Começamos com a Wendy a chegar de carro, vestida à Miss Daisy, toda em pink, como se fosse uma bem sucedida empresária, com um hobby de sexy singer numa banda de garagem.
Aprende como se faz Paris Hilton.

Ela chega então junto da banda (como são só gajos esta série discriminadamente exclui-os ) e começa a cantar enquanto faz voar o fatinho.
E o que cantava ela? "I Want Your Love".
Como sou comprometido, outro que avance e conte como foi.
Da maneira como ela se contorce, parece-me que será tempo bem empregue.

Moral da canção: Wendy canta (sobretudo grita e sussurra) que não quer dinheiro, promessas, discos, estrelas e sim, amor. Apenas e só, amor.
Ou seja, uma mensagem que corre o risco de ser gozada nos dias de hoje.

Excepto pela malograda matulona Anna Nicole Smith.
Casou-se com o milionário Howard Marshall II, que aos 89 anos tinha o prazo de validade de um iogurte e passou a vida sentada em tribunais, deitada com fulanos duvidosos, abraçada em polémicas, até morrer infeliz no princípio deste ano.
Mas isso é outra loura, outra história e outra música.


2 comentários:

Susana disse...

Aqueles 20 anos eram medidos como 16, dizes tu? Sim, sim...
Vestida daquela forma como uma executiva bem sucedida? Já lhe chamaram tanta coisa mas executiva...
JP, estaremos a falar da mesma inocente mulher que apenas quer amor, negando-se assim aos bens materiais?

Beijinhos

J G disse...

http://grandesons.blogspot.com/search/label/especial%20wendy

passatempo e especial wendy james