20 dezembro 2007

Barbies e Noddys

O Eldorado - Edição nº 193
ESPECIAL NATAL

O Natal está a chegar.
Diz que é na próxima terça-feira e, qual milagre do Menino Jesus, os portugueses esquecem a crise, o desemprego, o Benfica, o desespero e desatam a comprar Barbies e Noddys.
Tiro ao boneco, já a seguir.


Inventados há mais de 50 anos, as Barbies e os Noddys continuam a ser bonecos adorados pelos portugueses. O mesmo já não acontece com a Lili Caneças, uma boneca de plástico inventada ainda há mais tempo.
A corrida aos antros de consumo entra agora no sprint final. Andamos falidos e mal pagos, mas o que interessa é que haja bonecos para os putos.


Esta psicose colectiva ainda vai levar a humanidade à ruína.
Quando acordarmos, será tarde, e nada haverá para comer. Em contrapartida, os fedelhos vão ter um quarto cheio de brinquedos, pelo que só restará dizer à Mariazinha para trazer uma boneca Barbie, para a mãe cozinhar ao jantar.


Uma sopinha de Barbie, porque não?
Pode ser que seja tenrinha, o raio da boneca.
Eu cá já comia uma Barbie, embora tenha de aceitar a verdade dos factos: um Action Man parece ter mais para comer, por muito gay que isto pareça.


Além da Barbie e do Action Man, o Noddy continua em alta.
O raio do boneco está em toda a parte. À primeira vista, este tal Noddy parece um anão vestido de forcado, mas não, não é anão e está em alta.


Ao Noddy faltam-lhe as mamas, por isso o boneco procura seduzir com as armas que tem: uma camisinha vermelha, uns calçõezinhos curtos e um barrete azul com um guizo na ponta.
Não é nada discreto o puto.
Não o levem ao Parque Eduardo VII.
Depois digam que não avisei.


Até por isto é politica e moralmente correcto preferir uma Barbie.
Embora a menina tenha para aí uns cinquenta anos, continua e ter uma cinturinha de vespa e eu acho sinceramente que a gaja anda a gastar a pensão do Ken na Corporación Dermoestética.
Sim, porque eles estão separados há muito tempo.


Eu conheci o Ken.
Nunca pensei que fosse um rapaz capaz de perder a cabeça por uma qualquer boneca loura, mas o lançamento da Barbie em lingerie Triumph mexeu com ele.
E tudo isto porque um boneco não é só feito de pau.
É também de pau feito.


E eu avisei o cara de pvc:
"Ken! Ó Ken! Tu vais te dar mal! Esquece essa gaja que troca de roupa a toda a hora!
Não achas que é de desconfiar?"
E ele respondia:
"Não consigo!! Ela é muita gira! Não consigo, JP!!!"
E eu:
"Consegues, Ken. Yes, you Ken. Ken te avisa teu amigo é."
Mas ele nunca fez Noddy, digo, nada.


É muito triste quando os casais se separam, mas às vezes tem de ser e eu, neste caso, defendo o Ken.
Eu também não gostaria de namorar com uma miúda que já passou pela mão de toda a gente.


***

"O Eldorado" deseja a todos os leitores e amigos um santo e feliz Natal.
Que tenham prendas, guloseimas, paz e amor.
Volto na quarta-feira.

5 comentários:

FL disse...

Saudações natalícias.
Se queres fazer figuras tristes (mais do que é normal) e divertires-te um cadinho vai a http://www.elfyourself.com/ e "elfa-te" :-)

Beijos

av disse...

Um anão vestido de forcado???

"Não o levem ao Parque Eduardo VII.
Depois digam que não avisei."

JP, só tu! É uma injustiça que o Seinfeld não te contrate. E não estou a brincar.

beijos natalícios
é natal, é natal, lálálá...

N.M disse...

Feliz Natal para ti e para os teus JP.
Muita alegria, paz e amor...
abraço

Mad disse...

Bom Natal!

Sofia disse...

Só hoje li e adorei... nunca tinha pensado no Noddy nessa perspectiva, mas parece-me bem!

beijinhos