25 março 2008

Sexy Singers dos Anos 80 # 12 - Susanna Hoffs

O Eldorado - Edição nº 218

Embora na minha cabeça ganhe espaço (à custa de alguns cabelos que vão caindo) ideias difusas para futuros textos engraçaditos, sendo a batalha entre professores e alunos pelos telemóveis e os penalties que o Sporting não sabe marcar, dois deles, há que dar sequência a esta rubrica sob pena de o blogue acabar ainda antes das Sexy Singers passarem todas por aqui. E depois desta ainda faltam duas.
Hoje, nesta espécie de "O que é feito de", damos espaço a Susanna Hoffs, a vocalista das Bangles. Quem?!
As Bangles, pá! Que cantavam o "Walk Like an Egiptian" ou a balada "Eternal Flame"!
Pois a menina que recordamos hoje, não faz definitivamente o género Samantha Fox ou Sabrina, é mais do estilo "querida e fofinha" e por isso lembrei-me dela para vir cá hoje.

Sobre a Susanna Hoffs - Esta moreninha que cantava com um sussurro sexy o "Walk Like an Egiptian" já tem 49 aninhos feitos. Recorri então à calculadora do telemóvel, porque o meu sobrinho de sete anos não estava disponível, e descobri que ela nasceu em 1959, o que é uma data boa para nascer como qualquer outra.
Nasceu em Janeiro, em Los Angeles, no seio (gosto desta expressão não sei porquê...) de uma família judia, o que deve ter dado jeito para fazer as contas ao que foi ganhando na sua carreira bem sucedida.
Acelerando a história porque tenho mais que fazer, digo-vos que a menina formou-se em Arte pela Universidade de Berkeley e formou também as Bangles com as irmãs Peterson (ou seriam primas?). O auge do grupo foi nos anos 80, no tempo em que as Bangles eram quatro, mas ainda em 2003 as meninas, já quarentonas lançaram o quarto álbum que se chama "Doll Revolution".

Sobre o vídeo - A febre egípcia trazida pelas Bangles ao mundo da música pop, por volta de 1986 (talvez o melhor ano da pop melódica com orelhudos refrões), fez com que milhares de pessoas em todo o mundo não se importassem de fazer figuras tristes, com uma mão estendida à frente e outra atrás.
E onde muitos viam uma alegre coreografia faraónica eu vi uma patética imitação de gansos com epilepsia.
No vídeo surripiado ao YouTube, as Bangles cantam, tocam e meneiam-se ao vivo, fazendo que algo tão espetado como o topo de uma pirâmide cresça no íntimo de cada homem.
Segue-se um vasto rol de situações, captadas num vídeo, que todos aqueles que foram apanhados pela câmera esconderão dos netos: homens de negócios, famílias com avozinha a tiracolo, empregados de mesa, trolhas, polícias e bombeiros, o sui generis Kadahfi, a já falecida princesa Diana e até a Estátua da Liberdade, aparecem com as mãozinhas espetadas, como se tivessem uma espécie de Parkinson transmitida por um mosquito do delta do Nilo.
E se aparecem quatro moçoilas a cantar, qual é a nossa Susanna Hoffs ?
É a mais baixinha das Bangles e esperemos que passe ainda muitos anos até repousar eternamente num pequeno sarcófago.

2 comentários:

paulo cristo disse...

fotes memo crido desta vez... que foooofo.

és um verdadeiro gato das sexy singers dos anos 80. e há outras marcas de máquinas também muito boas, rowenta, bosch, etc...

um abraço

João Paulo Cardoso disse...

Paulo Cristo:
Folgo em saber que já consegues cultivar peyote na varanda... só isso explica este comentário a fazer lembrar o célebre Carlos Canstañeda...

Um abraço.