04 novembro 2009

Volto já


D
e momento continua a não me ocorrer nada para escrever, mas hei-de voltar amanhã, se a inspiração acertar-me em cheio na cabeça.

E agora vou acabar estas cinco linhas com o mais espectacular ponto final de que há memória.
Aqui está ele.

3 comentários:

Sun Iou Miou disse...

Pronto, isto é que um texto que arranca comentários, não aquela coisa de dentes e sangue e peles esbrancuzadas.

Espero que tiveres mais sorte que eu com a pontaria da inspiração porque eu vi-a a passar ao lado, mas nem me roçou, felizmente para os meus cabelos, que ainda têm onde crescer.

P.S.: O ponto final é bestial. Nunca vi coisa tão perfeita na vida inteira. Já fiz uma ampliação para colocar na parede da sala.

fugidia disse...

Parágrafo.
(ou seja, os pontos finais são apenas pontos finais de frases...)
:-)

Luísa disse...

João Paulo, os pontos finais muito espectaculares estão a pedir que se escrevam muitas histórias sobre eles. :-)