21 outubro 2008

Ossos

Ontem no serão televisivo, a tísica Constança Cunha e Sá entrevistou a descarnada Manuela Ferreira Leite e o criticado silêncio da líder do PSD deu lugar a uma ruidosa sinfonia de esqueletos que mal deixava ouvir perguntas e respostas.

Às tantas já não sabia se era segunda-feira e estava a ver a entrevista na TVI ou se era noite de quinta-feira, dia em que a RTP2 transmite o "Ossos".


PS: Parece que ontem foi o Dia Mundial da Osteoporose.
Então está bem.

4 comentários:

ana v. disse...

LOL

João Paulo Cardoso disse...

ana v.:

Hoje já dá para rir, calmamente, sobre o assunto mas naquela segunda feira à noite, o chinfrim estava insuportável.

Beijos.

N.M disse...

Não vi a entrevista, ou melhor o "Ossos"...lol
abraço

João Paulo Cardoso disse...

n.m:

A entrevista teve interesse do ponto de vista político.

Ao nível da telegenia foi muito fraquinha.

E depois tinha muitas interferências de som.
Pareciam dois espanta-espíritos ao vento.

Um abraço.
Roliço.