29 julho 2008

Havaianas

Cabral descobriu o Brasil, banhou-se nas águas tépidas, mirou as bundas das nativas, evangelizou, escravizou, usou e estragou, e sempre exibindo um bigode farfalhudo e hálito a alho e azeitonas.

O Brasil contra-atacou 500 anos depois.
Começou com as novelas.
Vieram a seguir futebolistas, dentistas e prostitutas.
E Havaianas.

Em Abril já os portugueses andam de Havaianas no pé.
Calcorreiam quilómetros com arcos-íris nos pés, como se calçassem smarties de chulé, transformando o país num piroso calçadão cheio de joanetes, mostruosas unhacas cheias de sabugo, sujidade e pilosidade, em vez dos habituais pés rapados brasileiros, porque quem anda de chinelo é, e será sempre, um pé rapado, e nem a marca da moda muda isso.

Porque as Havainas são umas chanatas, não me venham cá com coisas.
Têm aquela particularidade tão interessante de separar o dedo grande dos seus quatro amigos, bastante útil quando se vem do supermercado com o colo cheio de compras e alguém pergunta onde fica uma esquadra de polícia, por exemplo.
Se o inquirido for pessoa capaz de deixar crescer a unhaca do dedo grande, para coçar a parte de trás da outra perna, pode sempre fazer um brilharete , levantando a perna, esticando o pé e apontando com a unhaca:
-A esquadra? É ali.

No fim de semana há para aí umas duzentas mil Havaianas por metro quadrado.
E Crocs também.

Os Crocs são outra coisa linda, não há dúvida.
Parece que foram importados dos Estados Unidos e ninguém me tira da cabeça que foi o próprio George Bush quem os inventou, quando estava a brincar com moldes de plasticina.

Fizeram dois "Aliens vs. Predador" que nem sequer vi, de tão fraquinho me pareceram.
Mas se fizerem um "Crocs vs. Havaianas" vou borrar-me até aos pés.
E quando isso acontecer quero estar bem calçado.

11 comentários:

Mad disse...

O que tu queres sei eu! Invejoso!

Anónimo disse...

O que sao crocs?

nf

Sra. Presidente disse...

Olá!

Também não faço a mínima ideia do que sejam crocs, lol. Portanto, se o NF não sabe, não há-de ser por estar exilado em terras de Sua Magestade, porventura menos influenciáveis pela cultura brasileira (ele é mais velhinhas de crista no cabelo, transsexuais e tias, pelo que me contou recentemente).
Mas que estou muito contente pelo regresso d' O Eldorado, ai isso é que estou!
Obrigada, JP.
Vou ficar atenta, será uma boa forma de me abstrair por momentos da lenha que arranjei p'ra me queimar e de que não há bombeiro que me salve!
Beijos.

L

Sra. Presidente disse...

Voltei!

Foi a primeira vez que almocei naquele restaurante: espaçoso, fresco, com pouca gente. Entra um senhor de idade, mas com visual jovem: óculos com lentes escuras de abrir e fechar (perceberam?), pele bronzeada, Correio da Manhã. De repente, fixo-me nos seus pés: tinha umas chinelas grossas e coloridas, sola tipo todo-o-terreno, com uma espécie de fivela grossa e de cor garrida à frente. Veio-me à ideia que fosse um preso com pulseira electrónica colorida, juro! Depois, juntei as letras inscritas por detrás: "Crocs"! E nunca mais tirei os olhos dos seus pés...

Já sei o que são Crocs!

L

João Paulo Cardoso disse...

NF: Se não sabes o que são, só te posso garantir que não terás pesadelos esta noite.

Um abraço.

João Paulo Cardoso disse...

Mad:
Corrreção: o que eu quero sei eu.
E não quero pouco.

Beijos.

João Paulo Cardoso disse...

Sra. presidente:
Agora imagina o teu corpo de bombeiros a acorrer às mais variadas situações com aquilo nos pés...

Ou uma bela fila de forcados com Crocs vermelhas e reluzentes fazendo frente a um boi meio espantado...

- Mas?!... O que é que aqueles tipos têm calçado?
Muuu!!!!

Beijos.

Gal disse...

Oi, Querido! Estou de volta...
Quanto as havaianas, gostaria de dizer que se estivesse em pleno verão Carioca (Rio de Janeiro), caminhando sobre um calçadão escaldante de Ipanema ou Copacabana, saberia porque as Havaianas foram inventadas.
Só lamento que esta sandália multinacionalmente exportada se chame Havaianas e não BRASILEIRAS.
Bjuxxxx.

Ps.: Visite-me

Anónimo disse...

Sra Presidente,

Nao podes saber nada ;)

JP,

Obrigado pela explicacao (acho)

nf

João Paulo Cardoso disse...

Gal:
Minha cara amiga do outro lado do Atlântico, não tenho nenhum ódio de estimação pelas Havaianas, apenas fiz um exercício de humor.

Considero, aliás, que o mundo sem as Havaianas seria muito menos fresquinho e colorido e, por isso, ainda bem que existem e que sejam imagem de marca do seu Brasil e do Verão de todos nós por muitos e muitos anos.
E sim, bem poderiam se chamar "Brasileiras".

Beijos.

P.S: Sei que tem me solicitado para a sua colecção de amigos no Hi-5 e em outras comunidades do género mas, sinceramente, não tenho tempo para participar nesse tipo de iniciativas.

Não é desculpa, não!

A rádio, a escrita, o blogue e muito mais, tomam-me o tempo com garras poderosas e às vezes é impossível controlar o bicho.
Mas espero continuar a tê-la por cá, a ler, a comentar, a sugerir novas secções e tudo o que quiser.
Beijos, uma vez mais.

Anónimo disse...

Tudo de bom pra ti e que consigas controlar o bicho em breve.

nf